quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Vida

É engraçado como, quanto mais pensamos que as coisas são distantes e não ocorrem perto de nós, mais a vida vem, dá um tapa na sua cara e diz: Olha, eu posso mudar tudo. Está vendo, não é como você pensa!
Engraçado como você imagina qual seria a sua reação diante de algo e, mesmo tendo "certeza" do que faria frente aquilo, não se pode ter certeza até defrontar-se com a situação.
Engraçado como quando você acredita que já ouviu de tudo, alguém vem e te conta algo completamente diferente de qualquer outra coisa.
Engraçado como você julga as histórias, mesmo que inconscientemente, antes de ouvi-las e conviver com os personagens principais dessas histórias reais.
Engraçado como você assiste ou lê uma história super dramática, cheia de idas e vindas, tragédias e tristezas, e acha que aquilo é distante, é somente ficção, e fica completamente sem reação quando percebe que não é bem assim, que aquilo, sim, pode ser uma história verdadeira, extremamente real, e que pode estar acontecendo bem ao seu lado, sem você saber, até o dia em que chega-se ao momento derradeiro, ao estopim de tudo.
Engraçado como, num momento, você acredita que os seus problemas são os maiores do mundo, que nada supera-os, e, no momento seguinte, você sente que são tão pequenos, que chegam até a ser insignificantes.
É, nada disso é engraçado. Mas, se tive uma certeza hoje foi a que tudo o que eu disse anteriormente é verdade e, nesse momento, está tudo dentro de mim, como um furacão que passou e remexeu com tudo, bagunçou de uma maneira estranha tudo o que eu sentia, pensava e tinha certeza. E tudo que eu não sentia, não pensava e não tinha certeza também.

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Tarrafa Literária

Mesmo distante daqui há algum tempo, eu necessitava voltar. Especialmente depois do feriado que teve. Eu precisava falar a respeito da Tarrafa Literária, um evnto maravilhoso que teve aqui em Santos, organizado pelo Zé Luis, da Realejo.
Particularmente, eu achei a ideia interessantíssima desde o inicio. Acho que Santos realmente precisava de um evento desse porte. E, claro, para nós, santistas, isso é muito bom pois, além de movimentar o turismo, também possibilita a aproximação ds autores com os leitores.
Tudo isso já estava bom demais. Só de ter um evento como esse na minha cidade, eu já estava contente,mas, quando soube que teria um debate com Heloisa Seixas e Ruy Castro, ai, tudo ficou muito melhor.
Todos sabem que a Heloisa é a autora do livro que é o corpus da minha análise do TCC. Então, imaginem a minha emoção ao vê-la? E o Ruy é um escritor maravilhoso, marido da Heloisa. Foi muito bom,interessante e emocionante.
No dia seguinte, ainda tive a oportunidade de, mais um vez, ver Milton Hatoum e de conhecer tanto o trrabalho quanto o autor Andre Laurentino. Não o conhecia, mas me interessei demais pelo seu livro, especialmente porque ele trata de um assunto que também está ligado ao meu trabalho. Muito legal.
Enfim, ao organizador do evento, parabéns. Obrigada por dar mais essa oportunidade ao povo santista.





Da esquerda para a direita:

1- Amanda, minha irmã companheira de Tarrafa. Obrigada amiga!
2- Ruy Castro, excelente autor e com um humor maravilhoso.
3- Heloisa Seixas. Preciso dizer alguma coisa?
4- André Laurentino, o mais novo autor da minha lista.
5- Miltoun Hatoum, dentre todos, o mais antigo na minha lista. Sou apaixonada pelos seus livros.