sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

O melhor pior Natal da vida!


Dia: 24/12/2009
Horário: 9h30
Acordei muito enjoada. Mas, até então, para uma pessoa com gastrite, é quase normal. Michelle, você tomou remédio ontem, ele faz digestão, só pode ser fome.
Comi algumas bolachinhas. Nada. Deitei, dormi. Sai. Voltei quase morrendo. Não deu outra. Comecei a passar mal.
Os enjoos continuaram e aumentaram durante o dia. Logo que começou, eu já senti como seria o clima natalino para mim este ano. Mas, até ai, como eu já disse, para uma pessoa com gastrite, isso é 'fichinha'. Aguentaria bem. Além do que, é Natal! Jesus morreu por nós na cruz, porque eu não posso aguentar um enjoo e celebrar essa data tão linda?
Horário:21h30
Casa da titia. Primas. Crianças. Quatro, para ser mais exata.
Vovó começa a passar mal. Mamãe também. Ali eu vi, de vez, meu Natal indo, literalmente, pelo ralo.
Chegando em casa, nada de chegar meia noite. Vamos trocar os presentes!
Todo mundo feliz, todo mundo com seus presentes. Todo mundo adorou tudo! Eu, particularmente, já havia esquecido como era ganhar tanto presente. ADOREI! Tirando os milhares de chocolates que eu ganhei e estão a espera da minha melhora total.
Mesmo com tudo o que passou, eu sentia-me feliz por ter visto minha familia reunida, minhas primas, minhas amigas que eu tanto amo. Por ter ido à missa e celebrado essa data com a pessoa mais importante nela: Jesus. Tudo isso me aliviava.
Dia:25/12/2099
Acordei melhor. Bem melhor. Sem comparação. O que atormentava,agora, era uma dor nas costas chata, mas nada muito ruim.
Dia todo na cama. Tenho completa noção de que passar o dia de Natal assistindo House não é a melhor coisa do mundo, mas foi o que eu fiz. O sentimento de frustração por ficar em casa, de cama, sem poder comemorar, tomou conta. Até o momento em que, com uma 'luz piscando', vi que havia uma mensagem no msn. Acho que nunca fiquei tão feliz com uma. "Já mandei nossos nomes para a lista. Mais tarde eu te ligo". Mais ou menos assim.
Oba! Sair! Será?
Sim!
Sair, dançar, acabar. Ter as melhores amigas no mundo dá nisso. Um Natal que tinha tudo para ser horrivel, acabou fechando com chave de ouro!
Por isso que eu digo que minhas amigas são meu tesouro. Todas elas. Todas animaram meu Natal. Num dia ou no outro; de uma maneira ou de outra!

Feliz Natal atrasado para todos!

Para terminar, uma fotinho dos meus presentes:

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Constatações

Sabe aquela idéia de que as pessoas sempre estão mais preocupadas com a vida dos outros do que com a própria e que sempre olham mais o defeito do que está ao lado, do que o próprio? Pois é. Eu já acreditava nisso, mas sentir na pele é bem pior.
Engraçado como, quando as pessoas não te entendem ,elas ficam, de toda maneira querendo te mudar, te ver coisas que não existem, mudar sua opinião e apontar defeitos os quais somente seus opostos existem.
Com essas pessoas, é impossível tentar um diálogo sincero, no qual pontos positivos e negativos são apresentados. Quando só um lado é mencionado, a balança nunca fica equilibrado e nada é totalmente verdade.
Agora, por outro lado, quando a conversa é com alguém que, mesmo não entendendo, te ouve, te apoia e , pelo menos tenta te apoiar, a coisa muda de figura.
São com essas pessoas que você consegue ser totalmente verdadeira. Com elas você acaba sempre discutindo, mas a discussão sempre acaba bem. Os animos se alteram, mas quando voltam ao normal, vocês se entenderam, e, possivelmente, se a discussão for a respeito de algo dentro da relação - seja ela qual for - essa estará mais forte.
Eu já havia constatado isso uma vez - ou várias, mas sempre com uma única pessoa. Mas agora constato que isso é real.
O meu pedido para o papai noel é que essas primeiras pessoas nunca vençam as segundas. Que as verdadeiras amizades superem os obstáculos, sejam eles quais forem. Que os amigos se aceitem, mesmo que não concordem com a atitude do outro. Que apoiem ,que mostrem os erros, mas também os acertos. Que fiquem felizes pelas conquistas, pelas felicidades.


PS:Esse post é quase um desabafo e muitos nem entenderão. Mas, em alguns momentos, mesmo não sendo uma escritora, as palavras pedem para serem escritas!

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

TCC e formatura!


Com a alma lavada, eu volto hoje para falar a respeito do fim de um ciclo muito importante para mim: a faculdade.Depois de 4 anos de sofrimento, esse ciclo começo a se encerrar no dia 10/12, com algo muito aguardado por todos: o TCC. Um dia sofrido, mas de muita alegria. Um 9,5 com gostinho delicioso de 10. E o sentimento de dever cumprido, de ter feito o meu melhor. Isso é o que realmente importa!
Para fechar com chave de ouro, na última sexta-feira foi a nossa colação. Emocionante. Ver todos os colegas de beca, juntos, formando-se. Ouvir seus professores falarem a respeito da sua sala, em especial, a Professora Sylvia, que fez um discurso lindo e como vente - que me levou às lágrimas! -, deixa qualquer um cambaleado. Ver seus amigos e parentes felizes e orgulhosos de você, não tem preço! Foi maravilhoso!
No sábado, veio a festa! E que festa! Com direito a mar, muitasss fotos, muita comida e muitos sorrisos. Diversão total! Com as pessoas mais queridas. Com os colegas de classe. Tudo de melhor que poderíamos querer.
Para vocês, deixo algumas fotinhos desses três dias tão importantes para mim!

Plaquinha da entrada!


Apresentando!


Professora Elita, minha banca examinadora.


Sis, minha convidada ilustre, e a Anna, minha orientadora.


Formandos 2009 - Letras!


Comemoração pós-colação


Gisa, Ci e Nath, comigo na festa!

Eu e Iasmin, no começo da festa!

domingo, 20 de dezembro de 2009

Feeling unknown

Decepção? Raiva? Angústia? Preocupação? Pena?
Nothing...and everything!
Vazio.
Perda? Tristeza? Confusão?
Nothing...and everything!
Vazio

When you think that you found a person that you can trust for everything....this person put you donw and the feelings change.

Reflexão do dia: Uma gota é suficiente para fazer um copo cheio transbordar.

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Fail...

Eu juro que em dias como hoje, eu não me entendo e não entendo o porque de estar aqui.
Sometimes, I just wanted isn't here; just be on another place, anyone.
Mas eu sei que não é possível, sei que não é verdade, que não acontece.
Why am I live? Sometimes, I just wanted not born.
Talvez se uma outra Michelle tivesse nascido, tudo fosse melhor.
Maybe. I don't know.
Nós nunca podemos saber como tudo seria se o que aconteceu fosse, de alguma maneira, diferente.
I just wanted be more, be better.
Em dias como hoje eu me questiono: How can I be better? What can I do?
Por que,por mais que a gente tente, por mais que a gente deseje, do fundo do coração, ser melhor, ser bom, dar alegria para as pessoas, a gente simplesmente não consegue?
I can't do it. I can't be more than I am. I'm only it. Nothing more, nothing less. Fortunatelly or Unfortunetelly.
Sabe aquele disco arranhado, que cisma em tocar a mesma melodia, desengonçada, desafinada, pulada, com os meus erros de sempre? I'm like this. I'm a CD with the same mistakes of always. I don't like this, but...
Eu sou assim. Feliz ou infelizmente. Nada mais, nada mesmo. Somente isso.
I love my life....It's the best thing to continue be living...Continuar vivendo...just like this... One day, the thing will be better. O mundo será melhor, a vida será melhor, eu serei melhor.
Hope.